[O Brasil de Aloysio Biondi Obra Vida Projeto
Voltar

No ar, mil textos de Aloysio Biondi

terça-feira 10 de junho de 2008, por Aloisio Milani


Sete anos de catalogação de material impresso, pesquisas em bibliotecas públicas, visitas a jornais, discussões via e-mail, construção de página na internet, escaneamento, xerox e digitação, mutirões de inserção de textos. O resultado? Mil artigos e reportagens no ar. Essa é a marca comemorada neste neste maio pelo projeto O Brasil de Aloysio Biondi (www.aloysiobiondi.com.br), que sistematiza a obra do jornalista, vencedor de dois prêmios Esso e apontado como um dos nomes de referência do jornalismo econômico no Brasil.

Entre os temas abordados estão soberania nacional e dependência externa, privatizações e o papel do Estado, agricultura, emprego e renda, meio ambiente, direitos do consumidor e ética jornalística. Até o momento, o acervo online abrange a produção de Biondi nas décadas de 60, 70, 80 e 90, incluindo as matérias com que ele venceu o Prêmio Esso.

A página, toda em em software livre, traz também depoimentos de Aloysio Biondi em áudio e vídeo, além de fotos de momentos marcantes de sua carreira e de sua vida e reproduções fotográficas de alguns de seus principais trabalhos. Estão ali, ainda, testemunhos sobre ele escritos por Luis Fernando Verissimo, Emir Sader, Washington Novaes, Janio de Freitas e Ziraldo, entre outros.

O site, no ar desde dezembro, foi montado a partir do projeto de memória de Biondi, iniciado em 2000, ano de sua morte. Trata-se de um projeto coletivo, que reúne mais de 50 pessoas em participação voluntária. Colaboram parentes, amigos, ex-alunos e leitores do jornalista. Contabilizando os que ofereceram colaborações mais esporádicas – revisar um texto, por exemplo –, o número de participantes passa de 200. A programação e o desenvolvimento são de Vitor Reis e Isabela Fernandes, ao passo que a criação e o design couberam a Renato Almeida Prado.

A estimativa é que o material disponível corresponde a cerca de metade da produção do jornalista. "Sabemos que ainda temos muito trabalho pela frente, no site e na organização do arquivo do Biondi, mas os mil textos certamente merecem comemoração", diz o coordenador do projeto, Antonio Biondi.

Ele acrescenta que, ao lado homenagem, existe a intenção de colaborar com a vida democrática e a discussão dos grandes temas do país: "Acredito que a expectativa de todo o grupo que construiu o projeto é que o site contribua efetivamente com os debates por um Brasil melhor e um jornalismo mais próximo do povo".

Responder a esta matéria :: 1 comentário(s)


Acompanhar a vida do site RSS 2.0 | Mapa do site | Administração | SPIP Esta obra está licenciada sob uma Licença CreativCommons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil